8 de dez de 2010

GLEE



GLEE é um musical que narra as histórias de alguns estudantes do high school norte americano e suas aventuras no grupo de teatro e música do colégio, o GLEE Club.


O diretor do New Directions, William Schuester, é professor de espanhol. A Rachel é filha de pais gays e esteve a vida inteira preocupada e focada demais no próprio sucesso, ocupada demais para se importar com a vida social no colégio: ela quer mais é ser estrela. A Tina é asiática, o Artie é cadeirante, a Mercedes é negra e gordinha, o Kurt é gay. Mesmo os que antes eram populares, perdem esse status ao entrar para o clube. A Quinn era a rainha das líderes de torcida, mas ficou grávida, perdeu o posto e passou a ser excluída. O Finn era o quarterback do time de futebol americano, mas decidiu entrar para o clube e passou a ser ridicularizado por isso. A Santana, o Puck e a Brittany passam quase toda a temporada no dilema de se dedicar ao coral e perder toda a popularidade adquirida.


A história de Glee é, acima de tudo, uma história de minorias. Cada personagem representa um grupo da sociedade e eles vão aprendendo a conviver e se respeitar em busca de um objetivo comum: tornar o GLEE Club um sucesso! É aí que vão surgindo as amizades, os conflitos, as paixões…

Mas o melhor de Glee não é a sua história, e sim suas versões para grandes sucessos. Aquela sua música preferida, ganha uma nova versão, que você nunca tinha imaginado, e mesmo assim fica o máximo.
Agora vocês devem estar se perguntando: Mas porque ela tá falando desse raio de seriado? Simplesmente porque eu sou APAIXONADA por musicais. Pense, se já é difícil interpretar, imagina ter que fazer os 2 juntos e ainda ter que dançar. Gentem, Juro eu vibro na poltrona quando vejo. Então vale a pena assistir.






*A primeira temporada é reprisada toda quarta às 22 horas, na FOX.
* Para quem não tem TV a cabo, a Globo comprou a 1º temporada, só divulgou ainda a estreia.
* E se vc não tem cabo e não quer esperar a boa vontade da Globo para curtir o Glee. Aqui tem um atalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário